Anúncio

ÚLTIMAS NOTÍCIAS

Novo presidente na Câmara de Vereadores


     Na noite de segunda-feira(10/12/18), o vereador Cesar da Silva Soares, do PSL, foi eleito o novo presidente da Câmara Municipal, de Borrazópolis. Inicialmente estava certa a releição de Marcelo Pires Rodrigues, do PR, que já preside a casa desde 2017, ele contava com quatro votos da chamada "situação" garantidos, sendo que o quinto, buscava junto ao vereador Cesar. 

Mas durante as conversações, "Cesar do Posto", foi procurado pelo bloco de oposição, que também tinha quatro votos e chegou a lançar o vereador "Bazuca". Eles propusera que Cesar assumisse a cabeça de chapa (Chapa Revolução) e fosse o novo presidente. Diante da proposta irrecusável, apesar das responsabilidades que um presidente assumirá, Soares aceitou. Ao perceber que a eleição já estava decidida, o vereador "Marcelão", desistiu da chapa.

O resultado foi o seguinte. Seis votos para a chapa única, e três votos em branco, ficando assim composta a nova diretoria da Câmara: Cesar da Silva Soares, presidente; Osvaldino Mendes da Silva, "Bazuca", vice-presidente; Rosimar Gonçalves de Cerqueira, primeiro secretário e Arnildo Basilio Vieira, como segundo secretário. Alem dos quatro integrantes, os demais votantes foram: João Cândido Ferreira, "João da Dita", que está na oposição e Selma Maria de Oliveira Silva, que era a favor da reeleição de "Marcelão", mas que decidiu votar em Cesar, após a formação de uma única chapa.

Inicialmente informamos, equivocadamente, que o sexto voto seria de Wellyngton Jhonis Valentim, mas na verdade, Wellington, Otair Aparecido Senes, o "Dominado"; o atual presidente "Marcelão", votaram em branco. Em seu discurso, "Bazuca", eleito pela situação em 2016, criticou o prefeito municipal dizendo que ele, ou seu grupo, o pressionaram a não compor outra chapa, mas que ele estava obedecendo seus eleitores. Também teceu críticas a administração. "João da Dita", também seguiu a mesma linha de raciocínio, inclusive foi o segundo a se pronunciar.

O novo presidente usou da palavra e disse que estava disposto a assumir o comando da câmara, porque este era um clamor de seus eleitores e que vai manter sua postura de votar o que e importante para o município, mas reprovar o que, de alguma forma, possa ser prejudicial ao povo. Após a sessão encerrada, houve algumas troncas de farpas, mas nada que fugisse a normalidade.

Berimbau