EVENTO - Show com a Banda Herança

EVENTO - Show com a Banda Herança
Clique no banner e confirme sua presença

quarta-feira, 15 de julho de 2015

CLIMA - Após tornado, moradores de Beltrão, no Paraná, enfrentam cheia de rio

Internauta registrou nuvem funil no município de Pranchita (Foto: Josiane Regina / VC no G1 )
Os moradores de Francisco Beltrão, no sudoeste do Paraná, que tiveram várias casas destruídas por causa do tornado que atingiu a região na noite de segunda-feira (13), enfrentam a cheia do Rio Marrecas, que cruza a cidade. Para evitar a possibilidade de alagamentos, algumas famílias em área de risco tiveram que deixar suas residências na manhã desta quarta-feira (15).

A chuva atinge todo o Paraná desde sexta-feira (10) e deve continuar ao menos até esta quinta-feira (16). Segundo o Corpo de Bombeiros, até as 7h30 desta quarta, o nível do Rio Marrecas tinha subido quatro metros acima do normal.

O último boletim da Defesa Civil Estadual, divulgado às 18h de terça-feira (14), mostra que astempestades dos últimos dias deixaram 71 pessoas feridas em 42 municípios atingidos. Ao todo, 21.263 pessoas foram prejudicadas por causa dos alagamentos e destelhamentos.
Tornado
Um tornado é uma coluna de ar que gira em redemoinho em uma velocidade que pode ultrapassar os 400 km/h. A Escala Fujita, de classificação dos ventos, começa em 65 km/h e chega a mais de 500 km/h. O F0 é o mais fraco e o F5 é considerado o mais forte.

Por meio de análise de imagens, o Sistema Tecnológico Simepar, que atua em parceria com o Governo do Estado, e a Somar Meteorologia já haviam classificado o evento meteorológico como tornado. Porém, ainda não é possível comprovar a intensidade do fenômeno.


[ Internauta registrou nuvem funil no município de Pranchita. Foto: Josiane Regina ]
[ G1 ]

Curta nossa Fanpage!

BORRAZÓPOLIS ONLINE™ 2015 - Todos os direitos reservados. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.