quarta-feira, 9 de julho de 2014

INVESTIGAÇÃO - Polícia prendeu acusados que praticaram crime

Bandidos capturados / Foto: Márcio Gomes
Logo pela madrugada deste dia 09 de julho, quarta-feira, o Delegado de Polícia Dr. Antônio Silvio Cardoso, da delegacia de Faxinal, com apoio da Polícia Militar de Cambira, e participação de Policiais de Apucarana, fizeram uma operação para prender quatro suspeitos de terem praticado um crime em Borrazópolis, no dia 02 de maio, de 2014. O detidos são os irmãos Alessandro, Rafael e Valdir Cerqueira dos Santos, que foram presos em Cambira, e Alex Cerqueira dos Santos, também irmão, preso na Vila Apucaraninha em Apucarana. Alex concedeu entrevista a repórter Silvia Vilarinho, ele foi casado com uma tia da menina abusada no dia do crime, e disse que é inocente e tudo não passa de uma perseguição da família. Ele já era acusado de abusar da enteada. No dia do crime, quatro ladrões aterrorizaram moradores do conhecido “Sítio do Konishi”, que fica no Bairro Ponte Preta. Eles renderam vítimas em três casas existentes no local numa ação violenta que resultou na morte do agricultor Vicente do Souto, que morreu de infarto devido ao stress elevado, e ainda no estupro de uma adolescente de 12 anos, que foi abusada dentro de sua casa por um dos meliantes. Desde a data do crime, considerado como latrocínio, a Polícia Militar de Borrazópolis, o Delegado de Faxinal e toda sua equipe, vinham trabalhando no caso, no intuito de dar uma resposta para a sociedade. “Fizemos uma investigação minuciosa e descobrimos que esses quatro suspeitos haviam vendido objetos roubados no dia do crime, para pessoas em Apucarana. A voz de um deles, foi reconhecida por três vítimas, e ainda temos outras evidências que vão assegurando a participação dos indivíduos neste crime”, Disse o Delegado Dr. Antonio Silvio Cardoso, a Rádio Nova Era. O detalhe mais revoltante, é que entre os presos, está um tio da menina que foi abusada. Além das prisões, a Polícia fez apreensão de objetos e vai continuar com buscas para evidenciar ainda mais a participação dos acusados na prática do crime em Borrazópolis. Segundo o Jornal Tribuna do Norte, o advogado, Alex Rezende, que defende Alessandro, Rafael e Valdir, afirmou ter provas de que os acusados estavam em Novo Itacolomi no horário e dia do crime. Ele ainda ressaltou que a inocência de seus clientes ficará provada ao fim do inquérito.
[ Berimbau ]

Siga nossa página no Facebook

BORRAZÓPOLIS ONLINE - Todos os direitos reservados. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.