terça-feira, 8 de julho de 2014

ACONTECEU - Quadrilha que roubou fábrica da Samsung selecionou produtos não rastreáveis

Ladrões no interior da fábrica na noite do assalto
A Polícia Civil afirmou na tarde desta segunda-feira (7) que a quadrilha que roubou uma carga milionária da fábrica da Samsung em Campinas (SP) selecionou apenas produtos não rastreáveis para levar. O grupo invadiu a multinacional durante a madrugada e, segundo o delegado do caso, estima-se que levou aproximadamente R$ 80 milhões em eletrônicos portáteis. O valor é contestado pela empresa, que afirma que montante é de R$ 14 milhões.

"Aparentemente, eles tomaram alguns cuidados quanto aos objetos subtraídos. Eles procuraram alguns produtos que não possibilitam de plano um rastreamento", afirmou o o titular da Delegacia de Investigações Gerais (DIG), Carlos Henrique Fernandes. Durante todo o dia funcionários da Samsung e da empresa de vigilância foram ouvidos. A Polícia também analisou imagens do circuito de segurança para tentar chegar aos criminosos.

Segundo Fernandes, a forma de operar indicar que trata-se de um grupo especializado nesse tipo de roubo. "Nós acreditamos que eles têm experiência na prática desse crime porque eles atuaram com segurança, eles tinham informação", disse. O delegado revelou ainda que investigará a possível ligação de funcionários e ex-funcionários da empresa com o roubo, já que a quadrilha tinha informações privilegiadas sobre o local.

Siga nossa página no Facebook

BORRAZÓPOLIS ONLINE - Todos os direitos reservados. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.