domingo, 5 de janeiro de 2014

ASSASSINATO - Borrazopolense é morto no Mato Grosso

Carro conduzido por Tiquinho
Um ex-morador de Borrazópolis de nome VALDECIR MINATELLE, o conhecido “Tiquinho”, foi morto a tiros em Campo Grande, no Mato Grosso do Sul. Segundo informações extraoficiais que recebemos, na madrugada deste domingo, 05 de janeiro, de 2014, ele estava na Lanchonete de sua irmã, a Valdirene Minatelle, que também reside em Campo Grande. “Tiquinho” saía do local para ir embora, quando recebeu voz de assalto. Ele tentou fugir, mas os bandidos atiraram e o acertaram na cabeça. Com o carro desgovernado, ele ainda teria colidido contra outro veículo antes de parar. A Polícia foi avisada, mas ao chegar no local, constatou que Minatelle estava morto. Por telefone falamos com Willian Denez, que é de Borrazópolis, e namora a filha da vítima, a jovem Jéssica Mayara. Ele contou que foi com a namorada visitar “Tiquinho” no Mato Grosso, e que ele deu um carro para filha, inclusive eles estavam voltando e já passando por São Paulo quando receberam a notícia. Chocados, voltaram para o Mato Grosso para acompanhar o velório e sepultamento de Valdecir. Como os pais dele e os familiares mais próximos moram em Campo Grande, eles decidiram que o velório e sepultamento será no Mato Grosso do Sul. O Site Diário dos Campos News, traz outras informações, e diz que:  A vítima foi alvejado por pelo menos três tiros na Vila Progresso, por volta das 22h30 de ontem (4). A polícia trabalha com as hipóteses de assalto ou morte encomendada e acredita que o crime tenha envolvimento com travestis, já que o corpo foi encontrado em um ponto de prostituição.    Segundo o delegado Carlos Elano, da Depac (Delegacia de Pronto Atendimento Comunitário), que atendeu o caso, Valdecir Minatelle, 41 anos, conduzia um JAC J3 na Rua Estevão Capriata quando foi executado. Um dos tiros acertou o peito da vítima.   Após perder o controle da direção, o veículo bateu em uma árvore, que quase foi arrancada, em frente ao número 417.  As portas do veículo estavam abertas e no local havia muito sangue.   Pelo local ser ponto de prostituição de travesti, o delegado acredita que esse fator pode ter ligação com o crime.  Uma testemunha presenciou o crime e contou à polícia que a vítima fugia de um agressor, que fazia disparos de arma de fogo. Valdecir entrou no carro com a intenção de escapar, mesmo assim continuou sendo perseguido. A polícia acredita que o assassino estava em uma motocicleta.  “A polícia trabalha com duas hipóteses. Ou a morte foi encomendada ou foi um assalto. Só a perícia irá dizer”, disse Carlos Elano. A família prestou depoimento à polícia e ressaltou que Valdecir não tinha desavenças. O homem trabalhava com feiras e caminhões. Ainda conforme o delegado, câmeras de segurança próximas ao local do crime podem ajudar nas investigações. Diz o Site.     Por telefone falamos com Willian Denez, que é de Borrazópolis, e namora a filha da vítima, a jovem Jéssica Mayara. Ele contou que foi com a namorada visitar “Tiquinho” no Mato Grosso, e que ele deu um carro para filha, inclusive eles estavam voltando e já passando por São Paulo quando receberam a notícia. Chocados, voltaram para o Mato Grosso para acompanhar o velório e sepultamento de Valdecir. Como os pais dele e os familiares mais próximos moram em Campo Grande, eles decidiram que o velório e sepultamento será no Mato Grosso do Sul.

[ Berimbau e demais meios de comunicação ]

Siga nossa página no Facebook

BORRAZÓPOLIS ONLINE - Todos os direitos reservados. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.