segunda-feira, 9 de dezembro de 2013

DINHEIRO FALSO - Três pessoas foram presas

Dois homens e uma mulher foram presos acusados de passar dinheiro falso, com eles a Polícia apreendeu uma arma e 212 notas falsificadas de cinquenta reais

  EM BREVE- Vídeo exclusivo com o momento da localização da arma
A Polícia Militar de Borrazópolis, no comando do Sargento Gilmar Soares, prendeu no domingo, 08 de dezembro, de 2012, um trio formado por dois homens e uma mulher identificados por: ROBERTO APARECIDO DOS SANTOS, de 39 anos, RODRIGO PEREIRA FIALHO, de 27 anos, e TAYMARA GONÇALVES DA SILVA, de 19 anos. A acusação é de que eles vieram de Apucarana e aproveitaram o final de semana movimentado por causa da festa dos 61 anos de emancipação política da cidade, para fazer o derramamento de notas falsificadas no comércio, mas no domingo, depois de passar três notas de cinquenta falsas numa lanchonete, a Polícia foi acionada. Buscas foram feitas e por volta das 13 horas, os indivíduos foram abordados em outra Lanchonete, na saída para Faxinal. Vale ressaltar que eles foram vistos na festa do município e inclusive já tinham sido abordados pela Polícia durante a noite, mas naquele momento nada de irregular foi encontrado. Após detidos no domingo, com mais de 100 notas falsas, eles foram levados para a delegacia, negando a prática do crime, inclusive o responsável pelo carro ROBERTO APARECIDO DOS SANTOS, de 39 anos, disse que estava na cidade vendendo camisetas, e que não sabia da origem do dinheiro. Já Rodrigo e Taymara, disseram ser amigos de Rodrigo e que não sabiam de mais nada. O detalhe que chamou atenção é que antes de transferir os presos para Faxinal, a Polícia fez uma vistoria minuciosa no carro que eles utilizavam, um Ford/Ka, azul de Faxinal, e localizou escondido num compartimento, em cima de um dos pneus traseiros, mais 130 notas falsificadas e uma pistola 380, com numeração suprimida. Segundo a Polícia, foram apreendidas, um total de 212 notas falsificadas de cinquenta reais; também dinheiro verdadeiro, que acredita-se que seja resultado do dinheiro falso trocado no comércio. Em entrevista a Rádio Nova Era, os três também negaram o crime. Roberto Aparecido já morou em Jardim Alegre, e tem passagens pela Polícia. Rodrigo Fialho, mora em Apucarana, mas tem parentes em Borrazópolis, e uma passagem por porte de arma. Já Taymara, é de Apucarana.
SUSPEITA DE OUTROS CRIMES- A Polícia investiga ainda se ROBERTO APARECIDO DOS SANTOS, de 39 anos, tem participação na explosão do caixa eletrônico do Bradesco, em Novo Itacolomi. Há informações que ele mesmo teria confidenciado a participação a amigos, Roberto, novamente nega veementemente a acusação. 
VEJAM O VIDEO DA ENTREVISTA COMPLETA
  

Siga nossa página no Facebook

BORRAZÓPOLIS ONLINE - Todos os direitos reservados. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.