terça-feira, 17 de setembro de 2013

Serviços do governo pela internet ficarão fora do ar das 18h de sexta às 12h de segunda

Os serviços do Governo do Paraná pela internet ficarão fora do ar das 18h de sexta-feira (20) às 12h de segunda-feira (23), para que a Companhia de Tecnologia da Informação e Comunicação do Paraná (Celepar) faça a transferência de cerca de 750 equipamentos para a nova sala cofre do Data Center do Estado. Com o novo espaço, o Paraná terá estrutura compatível com padrões internacionais de segurança e disponibilidade, garantindo a integridade do conjunto de sistemas informatizados que atendem a toda a administração. Para a população, isso significa maior segurança e disponibilidade das informações do Governo do Estado. 

Os serviços mais acessados pelos paranaenses estão nos portais do Detran e da Secretaria da Fazenda. Estarão indisponíveis, por exemplo, serviços online como o Detran Fácil, os sistemas de consulta para compra e venda de veículos, extrato de débitos e pontuação do condutor. Sistemas usados por despachantes, fábricas de placas e centros de formação de condutores podem apresentar instabilidade ainda no início da segunda-feira. Os sistemas da área da saúde não serão interrompidos.




O presidente da Celepar, Jacson Carvalho Leite, explica que essa modernização foi motivada pelo aumento do uso da internet pela população para diversos serviços ofertados pelo Governo do Estado e para manter contato com a administração. Alguns exemplos são o Boletim Eletrônico, a Nota Fiscal Eletrônica e os serviços realizados pelo Detran. O número de notas fiscais eletrônicas emitidas pela Receita Estadual, por exemplo, passou de 11 milhões para 16 milhões por mês nos últimos dois anos. No mesmo período, o número de carteiras de habilitação emitidas pelo sistema do Detran passou de 198 mil por mês para 270 mil. 

“Esse investimento foi realizado para atender com maior segurança a crescente demanda da população pelos serviços digitais e também permitirá ao Governo do Paraná lançar novos serviços para os cidadãos, expansão que hoje não é possível em função do espaço físico atual”, disse Leite. 

MUDANÇA – Os equipamentos instalados serão transferidos para o novo data center em uma operação planejada detalhadamente. Cerca de 750 equipamentos hoje dispostos em três data centers localizados no prédio da Celepar, em Curitiba, serão desligados e embalados, transferidos, religados e ajustados na sala cofre do novo data center. 

A mudança planejada envolve paralisação total do ambiente operacional e de inúmeros serviços públicos prestados por meio de sistemas informatizados. Esta operação será iniciada às 18h do dia 20 de setembro (sexta-feira) e deve estar concluída às 12h do dia 23 (segunda-feira). Por isso, a orientação é que as pessoas que precisem utilizar serviços informatizados estaduais se antecipem e o façam até as 18h do dia 20. 

ESTRUTURA - A solução contratada representa o que há demais moderno em termos de tecnologia e garantirá à Celepar e aos órgãos do Governo do Estado a possibilidade de implantação e manutenção de uma grande variedade de serviços e aplicações, com alto grau de desempenho, disponibilidade e segurança. 

O novo ambiente terá 270 metros quadrados, com uma área principal e uma área exclusiva para serviços de certificação digital. Algumas das vantagens do novo local são a segurança física, ambiente controlado em relação à temperatura e à umidade, acesso restrito, detecção e combate automático de incêndio, monitoramento eletrônico, redundância de comunicação, equipamentos de alta tecnologia e geradores próprios de energia. Tudo isso determinará a segurança da informação e alta disponibilidade dos serviços prestados pela Celepar aos órgãos da administração estadual. 

Hoje, rodam na Celepar cerca de 900 aplicativos da administração estadual e todas estas informações ficarão hospedadas no novo data center. A nova sala cofre é segura contra ameaças físicas, como arrombamento, vandalismo, explosão, colisão, agentes químicos, incêndio e inundação. 

A sala cofre é testada de acordo com os requisitos contidos no procedimento de certificação ABNT/INMETRO e outras normas de testes. Todos os equipamentos e sistemas possuirão duplicidade para que, em casa de falha em um deles, o outro assuma a operação do ambiente de forma natural. 

O nível de redundância implantado determinará que o novo centro de dados da Celepar seja de classificação 3, ou de forma mais conhecida nos padrões internacionais, seja um “Tier 3”. Isto quer dizer que a indisponibilidade máxima da infraestrutura ao longo de um ano é estatisticamente inferior a duas horas, considerando um patamar altíssimo em todo o mundo. 

MEIO AMBIENTE - Outras questões levadas em consideração para o projeto foram a otimização do consumo de energia elétrica e menor impacto ambiental, ou como é conhecida, tecnologia verde ou ecologicamente responsável. Nesta linha foram especificados equipamentos de alta eficiência energética, sistema de climatização com gás que não danifica a camada de ozônio e confinamento de corredores quentes para a área de alta densidade de servidores, que diminuem a utilização de ar-condicionado. A nova estrutura também conta com transformadores de energia que não utilizam óleo isolante (que são poluentes), gás do sistema de combate a incêndio que não agride a natureza, utilização de baterias com emissão desprezível de gás e um sistema de monitoramento e controle preciso de energia utilizada. 

PERGUNTAS E RESPOSTAS 

1- Quando e como será feita a mudança? 

Inicia às 18h do dia 20 de setembro (sexta-feira) e encerra-se às 12h do dia 23 (segunda-feira). Nesse período, vai ocorrer a paralisação total do ambiente de processamento da Celepar. 

2 - Há exceção? 

Sim, o Sistema de Gestão Hospitalar que atende os hospitais públicos do Estado será mantido sem interrupção. 

3- Por que motivo a Celepar está fazendo a mudança? 

Os principais objetivos são a redução de riscos contra incidentes decorrentes de incêndio, explosão e inundação. O novo Data Center será certificado na categoria 3, ou de forma mais conhecida nos padrões internacionais “Tier 3”, que assegura uma disponibilidade 99,982%. Ou seja, ao longo de um ano é estatisticamente inferior a duas horas, considerando um patamar altíssimo em todo o mundo. 

4 - Qual o volume de processamento da Celepar? 

Hoje, cerca de 5250 pontos de conexão no Estado são atendidos por mais de 900 sistemas de informações. 

5 - No Brasil, há algum Data Center com estrutura semelhante? 

Há alguns data centers com estrutura equivalente. Porém, este será o primeiro data center do Brasil com a certificação “Tier 3”. 

6 - O que a sociedade ganha com a mudança do Data Center? 

Segurança e disponibilidade das informações do Governo do Estado que estão alojadas no data center da Celepar. 

Hoje, a população paranaense é servida por uma infinidade de serviços públicos estaduais que funcionam com base em sistemas operacionais que rodam na Celepar. O governo não pode correr o risco de interromper seus serviços. 

Portanto, a Celepar não pode parar. A empresa trabalha 24 horas por dia, sete dias na semana. Por isso, a importância deste investimento em modernidade e segurança. 

7 - Quantos sistemas são operados a partir do Data Center? 

Cerca de 900 sistemas 

8 – Como será feita a mudança? 

Cerca de 750 equipamentos serão movimentados entre os três Data Centers atuais para o novo Data Center, operação que vai envolver mais de 200 pessoas. 

9 - É a maior modernização já feita na Celepar? 

É o maior investimento em infraestrutura na história de 49 anos da Celepar. 

10 - Quais as secretarias e órgãos que tem sistemas que usam o Data Center da Celepar? 

Exceto Copel e Sanepar, todos os demais órgãos públicos têm algum serviço prestado por meio do Data Center da Celepar. 

11 - Todos os 399 municípios do Paraná usam o Data Center da Celepar? 

Os serviços da Celepar estão presentes nos 399 municípios paranaenses


[ ANP ]

Siga nossa página no Facebook

BORRAZÓPOLIS ONLINE - Todos os direitos reservados. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.