segunda-feira, 14 de março de 2011

GOVERNADOR DO MATO GROSSO NASCEU EM BORRAZÓPOLIS

GOVERNADOR LEVA O NOME DE BORRAZÓPOLIS PARA TODO O PAÍS.

VEJA A MATÉRIA PUBLICADA EM UM DOS PRINCIPAIS JORNAIS DO MATO GROSSO:

Você sabe onde fica Borrazópolis? Eu também não sabia e, para falar a verdade, nunca tinha visto falar antes esse nome ou sequer lido qualquer coisa a respeito. Borrazópolis? Fiquei sabendo que existe, dia desses, ao ler um artigo assinado pelo governador Silval Barbosa e no qual exalta as potencialidades de Mato Grosso, comparando o Estado que ele governa com um grande país, rico, diversificado econômica e culturalmente, e no texto, de passagem, cita que nasceu em Borrazópolis, uma pequena cidade do Paraná, com cerca de oito mil habitantes. De lá saiu, na década de 70, pouco mais do que um adolescente, para se embrenhar no que era então um sertão distante, o hoje Nortão mato-grossense, que Silval ajudou a desbravar e construir cidades, enfrentando, assim como tantos outros pioneiros, as agruras de uma vida de sacrifícios e onde o risco de contrair malária, dos males era o menor. Silval chegou, lutou e venceu. Tem méritos, e não são poucos, mas não é bem sobre isso que quero falar. Atarefado para concluir esse espaço nobre que o MidiaNews e o Diário de Cuiabá, generosamente, me concedem aos domingos, não tive tempo para me socorrer do Google, essa fantástica ferramenta da internet que coloca o mundo em nossa frente ao simples clicar de dedo no computador, para saber mais sobre um lugar de nome curioso chamado Borrazópolis (o leitor, se quiser que o faça), que, suponho, seja um pouco maior do que um vilarejo qualquer, a exemplo de milhares de outros iguais, maiores ou menores, espalhados por esse Brasil afora. Mas, não é por ser um ponto perdido no mapa que Borrazópolis não tenha sua história e seus valores a serem cultuados, certamente que os tem, a exemplo de tantas outras pequenas comunidades brasileiras. Via de regra, habitadas, basicamente, por gente simples e de origem social e econômica modesta. Porém, sem conhecer nada sobre a história dessa cidade, quero crer que nela, hoje, deve ter um lugar de destaque, ser referência para sua população o fato de ter nascido, no meio de sua gente pacata, um filho seu que é hoje governador de Mato Grosso - o borrazopolense (é assim que se escreve?) Silval Barbosa. Um homem que, em busca de novos horizontes, de novas oportunidades de vida, aportou em Mato Grosso, há mais de trinta anos, e que, possivelmente, quando de lá saiu e aqui chegou, ainda rapaz, àquela época jamais passaria por sua cabeça a idéia de que um dia chegaria a ser governador de Estado. Do Estado que o acolheu de braços abertos e, assim como faz com todos os migrantes, o adotou como filho e ele adotou como berço. Jeitão introspectivo de mineiro do interior das Gerais, Silval mostrou valentia típica de nordestino, ao se embrenhar por matas e garimpos numa região então inóspita; nasceu em Borrazópolis, no Paraná, como poderia ter nascido na Guia, em Acorizal, na Lixeira ou no Baú Sereno, em Cuiabá. Por ter raízes populares e dela não ter se afastado, Silval carrega traços brasileiríssimos e de cuiabanidade, o que pode ser vislumbrado pela simplicidade de seu modo de ser. E sem forçar nenhuma barra, até porque a comparação é pertinente (resguardada, é claro, as dimensões políticas de cada um), assim como Lula representa no país, Silval Barbosa protagoniza, no universo demográfico, político e humano de Mato Grosso, o que o Brasil tem de melhor: a sua fantástica mobilidade social, que permite às pessoas vindas do povo, de berço e contextos simplórios chegarem aonde chegaram. Isso é democracia. Na acepção da palavra. Autor: MÁRIO MARQUES DE ALMEIDA é diretor do site e jornal Página Única.

(Postado por WELLYNGTON JHONIS)

Siga nossa página no Facebook

BORRAZÓPOLIS ONLINE - Todos os direitos reservados. Tema Simples. Tecnologia do Blogger.